EU E A (MÁ) GESTÃO DO STRESS

É quando temos de sair todos de casa para ir a algum lado, que eu percebo que não lido bem com o stress. Com a pressão das horas. Com o ter de pôr toda a complexa máquina familiar a funcionar em sintonia, de modo a conseguir estar a X horas em Y sítio. Não lido nada, mas nada bem, com a intensidade da situação e isso faz-me sentir péssima pessoa.

Este fim de semana prolongado, decidimos passar uns dias fora com os 3 mais pequenos. Ou seja, os 5, sem a Lia (relembro que a Lia já tem 18 anos e nem sempre alinha nos programas da família, sobretudo se tiver de estudar).

Do decidir ao acontecer passaram poucos dias. Ou seja, não tive propriamente tempo para planear os to do’s e acabei por ter apenas uma manhã para fazer e supervisionar os sacos, preparar a sopa da bebé (e um malote com papas, pratinhos e colheres, produtos biológicos para mais sopa, fruta, babetes, etc). Ok, são só 4 dias mas, para além das crianças, temos um bebé. E quem tem (ou já teve) um bebé sabe que nada pode faltar. Roupinhas, fraldas e toalhitas e comidinha adequada.

(À última da hora, lá andava eu a telefonar para o nosso alojamento, a perguntar se tinham cafeteira eléctrica e varinha mágica. Um clássico. 😬 )

Com tudo pronto, já estávamos eu e a bebé preparadíssimas para sair de casa… E o Bruno e os miúdos, nas calmas, ainda com muitas coisas por arranjar… Óbvio que eu comecei logo com ataques de faniquitos e a soltar frases ao vento- mas porque é que me lembrei de ir passear?! Tanto tempo para se arranjarem e ainda estão assim!!!! Só eu já fiz mil coisas e já estou pronta HÁ HORAS!!! É tudo alentejano (com o devido respeito) nesta casa! Etc…

Eles iam sorrindo. Já me conhecem. Não adianta cutucar a onça com vara curta, sobretudo quando a onça está brava.

DICAS DA STRESSADA…(SE NÃO QUISERES SER IGUAL, É MESMO MELHOR LERES):

Embora seja um péssimo exemplo de organização nestes casos (férias e saídas), já li milhares de conselhos que me tornam uma especialista. Aqui vão algumas dicas para evitar teres Lilianites Stressantes, sempre que planeias uma saída de poucos dias em família:

– ao escolheres um local para estadia, deves pensar em aspectos como: espaço para diversão/ entretenimento das crianças (de acordo com a idade delas), tipologia de quartos (eu não prescindo de alojamentos tipo estúdio – com cozinha, de preferência- ou de quartos com porta de comunicação. Sou extremamente mãe-paranóica e acho sempre que me vão roubar os meus meninos, que são tão lindos 😱), se tem piscina (obrigatório interior no Inverno e exterior no Verão, porque os miúdos são patos-de-água) ou outras características que valorizes mais;

– faz uma lista do que precisas realmente levar (não te esqueças de incluir chinelos de quarto por favor 😁), caso contrário, facilmente enches a mala do carro de sacos repletos de coisas que ninguém precisa;

– inclui nessa lista benuron, fenistil, bepantene plus e pensos rápidos (agradeces-me depois);

– certifica-te, junto do alojamento, se o mesmo é amigo-das-crianças (há sítios onde as crianças não podem nem espirrar, que incomodam outros hóspedes. Ao telefonares antes, estás também a proporcionar ao funcionário a oportunidade de perceber que os dias que se seguem vão ser animados…😊);

– se vais viajar com um bebé, verifica se o espaço dispõe de cadeira de papa, se existe a possibilidade de confeccionarem sopas, se têm cafeteira eléctrica para ferver a água para leite e papas…

– se a viagem implicar algumas horas de carro, planeia snacks e leva jogos para entreter os pequenos;

– não te esqueças da água. Vais parar para que façam xixi e vais! Pelo menos manténs as crianças hidratadas!

– se algum dos teus filhos enjoar, não te esqueças de passar pela farmácia ou de Googlar remédios naturais contra o enjoo para crianças. O importante é evitar o desconforto pelo enjoo. (Tenho péssimas memórias de infância… Custa mesmo muito!);

– já no local, estabelece regras. Nada de andar a correr em locais com muita gente, nada de passar à frente nas filas do pequeno-almoço, não falar alto SEMPRE (mas sobretudo ao jantar e em salas fechadas), tecnologia só antes de dormir e o mínimo para manter os jogos actualizados… são algumas das minhas regras, que valem para todos. Até para mim 😊;

– recorre a técnicas de Mindfulness e tenta descontrair. 3 ou 4 dias passam demasiado rápido. Se vais estar stressada,nem que seja apenas um dia, é menos tempo que passas a descansar. Tempo que pagaste para relaxar.

SOBRE O NOSSO PASSEIO

Embora não tenha planeado com tempo este fim-de-semana prolongado, toda a experiência está a ser maravilhosa. Passado o stress inicial, consegui focar-me nos aspectos positivos do passeio que idealizei.

Escolhi a Quintandona, aldeia rural preservada, por causa do Wine Bar Casa da Viúva e não saí defraudada. O Bruno adora vinho e todo o passeio era uma surpresa para ele: primeiro o Wine Bar, depois a Quinta da Aveleda em Penafiel.

Alguns detalhes do almoço no Wine Bar "Casa da Viúva"
Alguns detalhes do almoço no Wine Bar “Casa da Viúva”
O local era, também, didático e interessante para as crianças e a verdade é que estão a adorar.

O sucesso da nossa estadia deve-se, sobretudo, à lindíssima e cuidada casa rural onde ficámos instalados- a Casa Valxisto.

É tudo perfeito. A casa, os detalhes decorativos, a simpatia dos proprietários Ana e Hélder, a piscina (que os miúdos adoraram a cada espreitar do sol, ainda que tímido), a vista, o pequeno estúdio onde ficámos e a comida caseira.

É sobretudo uma Casa totalmente Family-Friendly, onde as crianças são bem-vindas e muito bem tratadas. Para a Flor houve muitos mimos e até uma alface biológica da quinta, que resultou numa sopa deliciosa!

Deixo-vos com algumas fotos, que, embora bem intencionadas, não demonstram, nem de perto nem de longe, a beleza do espaço.

Pormenores da quinta biológica.
Pormenores da quinta biológica.
Momentos de lazer, dependentes do Sol ou da Chuva.
Momentos de lazer, dependentes do Sol ou da Chuva.
Pormenores da (adorável) decoração.
Pormenores da (adorável) decoração.

imageBeijinhos.😘

Liliana Cachim

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *