img_2552.jpgSeja o que for que faz um recém-nascido chorar (e que não se resolva com colo, leitinho ou fralda mudada) é, com certeza, a pior coisa do mundo.
Por vezes são as cólicas, essas dores inimagináveis, que dilaceram o coração das mamãs e magoam o bebé. Ou outras dores quaisquer que nem sabemos existirem. Por vezes, é apenas cansaço extremo.

As mamãs de recém-nascidos desesperam, normalmente entre as 19 e as 21 horas da noite. Assaltam-nas as dúvidas- será que tem fome, calor, frio? Será que não sei massajar a barriguinha? Será que o leite não é bom? Estarei, de tão cansada e ansiosa, a fazer alguma coisa errada?…

E depois… nada parece resultar! Nem um embalo ou uma canção. Nem o Colimil ou o AeroOm ou outro remédio qualquer prescrito pelo médico, que alivia mas por vezes não resolve… Vivi tudo isto com a Lia, a minha primeira bebé (que já vai fazer 19 anos!!!!) e agora com a Flor. Senti todas as dúvidas. Chorei todas as dores. Desesperei.

No meio das dúvidas, mulher de recursos que assumo ser, perguntei-me a mim mesma- e se fosses bebé? Se fosse bebé, provavelmente estaria com saudades do útero, esse ninho quentinho ao pé do ‘enorme’ coração da minha mãe. 

Abri o YouTube e pesquisei. Womb sonds… (Sons do útero, mas em inglês, para garantir maior taxa de sucesso).

E encontrei. Encontrei aquilo que viria a ser o calmante natural da Flor. Dezenas de vídeos com sons intra-uterinos, sons da chuva, sons de secadores de cabelo… Todos com um poderoso efeito calmante na minha bebé. Baixinho, no silêncio da noite, só se passou a ouvir um longo shhhhhhh…pumpum….shhhhhhh….pumpum…shhhhhh…

Recomendei estes vídeos a algumas amigas e o efeito foi semelhante com todos os bebés. 3 segundos depois, não só deixavam de chorar, como adormeciam.

Partilho aqui os sons favoritos da Flor (por ordem de preferência). Com um beijinho dela e outro meu! 

http://youtu.be/OEvmogdF0Vk

http://youtu.be/iim2OkiEJLg
http://youtu.be/R5saCJEsW0M

 

Liliana Cachim

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *