chef
A Chef Teresa Cunha tem 40 anos, é mãe de gémeos há 10 anos e assumidamente galinha dos seus pintos Maria e Francisco!
Economista de profissão, durante anos entreteve-se apenas com a frieza dos números. O trabalho nas empresas e o percurso académico enquanto professora universitária, pouco tempo deixavam para qualquer outra atividade que não a área financeira.
No entanto, a maternidade e o curso da vida encarregaram-se de a fazer chegar-se ao pé do fogão. Das panelas de casa até à frequência de um curso de cozinha e à passagem pelo “lodo” de alguns restaurantes, foi um pulo.
O doutoramento em Contabilidade, que está quase terminado, foi guardado na gaveta de onde foram retiradas as facas e a jaleca.As unhas, outrora pintadas, andam agora sempre limpas e rentes. Os fins-de-semana, que costumavam ser sempre de ócio, são agora muitas vezes passados a trabalhar. Os olhos… bem, os olhos ganharam um novo brilho! Os olhos e o sorriso! E mais não será preciso dizer!


Bastaram dois minutos de conversa com a Teresa para perceber que a queria muito como parte desta maravilhosa equipa de convidados-colaboradores. A Teresa tem um brilho especial no olhar e concentra nas palavras aquela energia que só as grandes mulheres conseguem transmitir. E acho que bastaram dois minutos para eu lhe lançar o desafio e menos do que isso para ela aceitar.

A Chef Teresa Cunha passa então, a partir de hoje, a colaborar ativamente no site, através da partilha de receitas, dicas e sugestões de comida saudável (e deliciosa!) para miúdos e graúdos.

Fiz-lhe algumas perguntas, às quais respondeu sempre a sorrir:

WM: O que te motiva nesta colaboração?

Mais do que qualquer outro motivo, é o amor que move o meu gosto por tudo o que faço. E foi amor que vi nos teus olhos quando me falaste do teu Workin Mommin! Um amor e um orgulho imenso que assolapadamente me conquistaram e me fizeram dizer de imediato sim, quando a proposta de colaboração foi posta em cima da mesa.
Gostava que as pessoas soubessem que o destino nos juntou há mais de 20 anos, quando estudámos juntas no mesmo edifício da Universidade (tu em Comunicação Social e eu em Economia), mas que por ironia da vida só nos conhecemos agora, depois de maduras e rodeadas de filhos! (risos)

WM:Sendo Economista de formação e profissão, o que te levou a abraçar a arte de cozinhar? 

A minha mãe faz-me a mesma pergunta, muitas vezes! Pois… não sei responder com precisão. Foi um amor tardio e, como todos os amores tardios, arrebatou-me sem grandes justificações. A minha avó Isaura dizia que recebemos sempre consoante aquilo que damos e eu fui dando de mim e recebendo dos outros cada vez com mais intensidade. A “minha” cozinha passou a ter público e o feed back (bastante) positivo foi alimentando o investimento e a dedicação a este nobre trabalho.

WM:Iniciaste esta atividade com uma orientação para a Cozinha Saudável…

Tudo começou com uma simples conta no Instagram: @ouiouisaudavel. Um perfil criado para mostrar às amigas os meus hábitos de reeducação alimentar e a rotina quase diária do meu exercício físico ao ar livre.
O perfil não era privado e rapidamente me escapou ao controlo das mãos. A meia dúzia de pessoas com que comecei chegou aos 25 mil seguidores em pouco mais de um ano e, consequentemente, a visibilidade do que eu fazia começou a ir além daquilo do que tinha inicialmente imaginado.
A pertinência de receitas simples, saborosas e saudáveis, com ingredientes pouco complexos e procedimentos facilmente reproduzíveis em casa, talvez tenha sido o mote do sucesso. Para além disso, admito que a relação de proximidade que sempre tentei manter com toda a gente que comigo interagia tenha igualmente contribuído para o fenómeno “OuiOui Saudável”! (não, não me poupo ao auto- elogio, sou Leão, não fui bafejada pela modéstia!)

WM:E como te tornaste Chef de Cozinha?

A responsabilidade que me era incutida pelo facto do meu trabalho ser visto por muita gente, fez com que começasse a investir mais seriamente na minha formação na área.
Comecei por frequentar diversos workshops de culinária, tendo depois avançado para uma formação mais avançada ao nível de cursos de cozinha. Seguiu-se o estágio num restaurante vegetariano e, daí ao bichinho estar completamente enraizado, foi um passo rápido! Cozinhar profissionalmente passou a ser a menina dos meus olhos!
A Teresa economista ainda continua a trabalhar pontualmente, mas agora é a Teresa cozinheira que dita as regras da minha disponibilidade.

WM:És mãe de gémeos e trabalhas ativamente. Como descreves essa aventura?

Os meus filhos são uns anjos. Ok, não são nada! São crianças como as outras. Mas, o facto de serem gémeos, ajuda bastante a que em casa tudo funcione relativamente bem. Cedo foi preciso que se tornassem autónomos, porque eu não podia acudir a ambos ao mesmo tempo. Foi assim – graças a dois filhos que se desenrascam sem mim na maior parte das tarefas caseiras que lhes atribuo – que me consegui organizar, quer pessoal, quer profissionalmente.


WM:As crianças… Ao educar as crianças, hoje, para uma cozinha equilibrada e saudável, estamos a criar habituação a um estilo de vida que lhes vai ser sempre natural. Concordas com esta afirmação?

Saber cozinhar é uma experiência basilar. Fazer da cozinha um espaço acessível às nossas crianças é dar-lhes a possibilidade de desenvolver a aptidão quase natural que possuem para a culinária.
Quanto mais cedo aprenderem a fazer escolhas alimentares inteligentes e corretas, maior será a probabilidade de virem a praticar uma alimentação saudável e, consequentemente, a demonstrar hábitos mais conscientes e sustentáveis pela vida fora.

WM: Então e como vamos contextualizar as crianças nesta nossa rúbrica?

As crianças são o melhor do mundo, verdade?! Foi assim que tão bem as descreveu Fernando Pessoa.
Sendo este um projeto feito por e dedicado a mães reais, é impossível dissociá-lo das (nossas) crianças. Incluí-las nas tarefas domésticas e incentivá-las a transformar a cozinha no prolongamento do seu habitat de brincadeira, é fazer do melhor do mundo também o melhor da (nossa) vida!

Ora nem mais Teresa! Agora aqui, a cozinha também é tua!

Contatos diretos da Chef Teresa Cunha:

teresacunha.cookingcoach@gmail.com

ouiouisaudavel@gmail.com

http://www.instagram.com/ouiouisaudavel

Liliana Cachim

2 Comments on Uma parceria à Chef – Bem-vinda Teresa Cunha!

  1. Filipa Dourado Ribeiro
    Março 21, 2016 at 12:43 pm (2 anos ago)

    Se eu já gostava de ti, depois de te conhecer e agora com esta entrevista, fiquei a admirar ainda mais. És muito genuína!!!
    A parte das unhas é uma chateie 😀 as minhas, agora, também andam assim 😉
    Um bjo enorme as duas

    Responder
  2. Eduarda Silva
    Abril 1, 2016 at 8:52 pm (2 anos ago)

    Que máximo! Adorei a entrevista! Sabes que sou tua fã incondicional! Que venham muitas receitas! Beijinho

    Responder

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *