download

Estou a escrever este texto por necessidade. Algo urgente e pessoal. Tão necessário que motivou um sem número de pesquisas, conversas com profissionais de saúde e amigas experientes. E resultou neste texto.
O Luís Pedro não come vegetais. Ao contrário das irmãs mais velhas, que sempre comeram bem e de tudo, o Luís não come nada do que ACHA que não gosta. É que nem prova. Acha que não gosta, então não come. Ponto final.
Às custas de comer mal é o mais frágil dos 3 mais crescidos. Magro e alto, está abaixo do peso ideal para os seus 11 anos já feitos. Eu bem insisto, zango-me e esganiço-me mas os resultados são cenas de meter dó.
Depois das minhas pesquisas e conversas com o pediatra e com a médica de família, defini algumas estratégias que aqui partilho convosco:

1 – Sopa: fazer sopas ricas em legumes e de sabores variados. Como estão habituados a comer a sopa na escola, introduzir o hábito em casa não deve ser difícil. (Esta tip escrevo para quem não tem por hábito fazer sopa, o que não é o meu caso. Fazer sopa é um bom hábito que os portugueses têm vindo a perder. Numa sopa podemos colocar um grande número de legumes e com isso dar aos nossos filhos boas doses de vitaminas.)

2- Leve o seu filho às compras e deixe-o escolher os legumes, peça-lhe ativamente ajuda. (O envolvimento dele na escolha pode suscitar responsabilização. Na hora de comer, se ele disser que não quer pode sempre insistir dizendo: Oh mas foste tu quem quis feijão verde…)

3- Cozinhem juntos os vegetais e legumes. Divertido seria se pudessem pesquisar receitas para depois confeccionarem juntos. Quem sabe não descobre no seu filho um verdadeiro Chef?

4- Introduza vegetais em todas as refeições, nos seus pratos habituais, mesmo que tenha de os triturar. Por exemplo: frango estufado- não coloque só cebola e cenoura, experimente também colocar uma courgette ou feijão verde.

5- Seja criativa na apresentação das saladas. Existem muitos exemplos na internet que pode copiar – bouquets de vegetais, pratos de salada em forma de animais… A imaginação é o limite.

Aqui, um excelente exemplo:
http://www.eatsamazing.co.uk/recipes-tutorials/fun-healthy-vegetable-bouquet

 

Se explorarem este site vão descobrir um sem número de ideias super criativas.

6- Explore receitas ricas em vegetais mas com aspeto diferente, mais apelativo aos olhos de uma criança – por exemplo, queques de vegetais ou pataniscas vegetarianas. Uma lasanha de courgette sabe sempre bem e os miúdos adoram.

7- Faça sumos com vegetais. Os smoothies estão na moda e são uma forma saudável de beber fruta e vegetais.

O website que partilhei tem também uma receita fácil de reproduzir, que inclui milho. Com o mesmo sumo podem ainda fazer gelados.

O segredo está em nunca esconder do seu filho o que ele está a comer. Ele deve habituar-se a comer vegetais e não é escondendo que ele toma consciência de que, afinal, até gosta!

Prontas para tentar? Eu estou.
Prometo manter-vos actualizadas sobre a minha cruzada com o Luís Pedro.

Liliana Cachim

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *