Depois da gravidez e do período áureo em look e saúde do cabelo, eis que chegam os piores hair moments das nossas vidas. (Ok, chega o bebé e isto do cabelo é só um fait divers, mas as mamãs entendem onde quero chegar.)

É nesse momento que muitas de nós resolvem cortar o cabelo. Mudar de visual.

Queremos fazê-lo, em primeiro lugar, por uma questão de conveniência: o cabelo atrapalha. Cai na cara do bebé quando estamos a amamentar. Está no lugar onde o bebé deve pousar a cabecinha. À medida que o bebé vai crescendo, começa a puxar-nos o cabelo e, como se fosse de propósito, escolhe sempre aqueles cabelos mais fininhos e dolorosos para arrancar… Já para não falar do facto de mal termos tempo para cuidar do cabelo e ele acabar (vezes demais) molhado e enrolado num totó mal-amanhado.

Associada à questão prática, vem a questão relacionada com a nossa imagem. Depois de tantas alterações físicas, a recuperação da nossa auto-estima através do controlo sobre o nosso corpo e sobre o nosso look, leva-nos a decidir mudar de corte de cabelo (uma das únicas coisas que podemos mudar rapidamente e sem grandes esforços).

É precisamente neste momento antes da mudança, no momento da tomada de decisão, do self empowerment… que vos peço para parar e pensar. Pensar melhor. Pensar mais um pouco…

Mudar de visual faz bem e é maravilhoso, mas… Antes de se aventurarem nessa mudança de visual que vos pode custar anos de arrependimento, pensem mesmo muito bem.

Ok, existem imensos Mom Haircuts que são lindos e super práticos. Eu já cortei curtinho (inspiração Pixie), já cortei em bob e em long bob… Estive em todas as frentes no que se refere às tendências cabelo-à-mamã. E, logo a seguir, estive também em todas as fases do terrível crescimento – o passar a linha da orelha, o passar os ombros e o ganhar corpo… Fases, essas, que foram terríveis para a minha auto-estima! Por isso, aconselho todas as mamãs que decidem mudar de visual, a pensarem não só no corte que pretendem mas também no que esse corte implica, caso queiram depois deixar crescer. E só quando estiverem 100% confortáveis, então sim, a avançar.

Vamos então ver, um a um, os mom-hairstyles mais frequentes e os seus prós e contras:

 

  1. CABELO CURTO

    Este corte é, de facto, lindíssimo. Se tivermos a estrutura óssea, o rosto, a linha de ombros, este é definitivamente o mais prático dos hairstyles para recém-mamãs. Esteticamente, se pudermos mudar a cor, ainda resulta melhor. Look completamente novo. Jovem e fresco. Classy.

    Mas implica anos de tortura até voltar à fase inicial… Idas infinitas ao cabeleireiro. Placa de alisamento para disciplinar. E, para as mais desesperadas, o recurso a extensões para «disfarçar» as agruras do crescimento e apressar a mudança.

  2. O BOBbob1 bob2 bob3

    Três exemplos perfeitos de cortes acima-do-ombro. Três mães em que este estilo resulta na perfeição. O bob assume agora novos formatos, novas texturas e movimentos. É, de longe, o meu favorito para quem pretende uma grande mudança. No entanto, tem de ser bem feito, de modo a evitar o efeito «orelhas dumbo» . Aquele volume extra junto às orelhas pode matar o seu bob e arruinar a sua auto-estima. E exige bastante manutenção.

    Quando decidir deixar crescer, prepare-se para a terrível fase do «passar-os-ombros». Ninguém merece!

  3. O LONG-BOBlongbob longbob2Os long bob apresentam-se como o compromisso menos arriscado, mas também como o menos prático para as mamãs. Este corte está de volta e pode ser a solução ideal para quem quer mudar de visual, sem grande impacto. No entanto, os cuidados a ter com o long bob são semelhantes aos dos cabelos compridos. Este corte exige ainda bastante manutenção em casa, caso contrário, acaba com volume nas pontas, mas é o mais fácil de deixar crescer e o que exige menos idas ao cabeleireiro.Caso decida, afinal, não cortar o cabelo, há muitas formas de mudar de visual de forma prática, mantendo o seu cabelo comprido. Em casa e para cuidar do bebé, opto pelo totó de bailarina ou pela trança lateral (faço-a para a direita, pois normalmente deito a Flor no ombro esquerdo). O melhor do cabelo comprido é que é extremamente versátil.Aqui fica um link com imensos looks inspiração que pode fazer em menos de 1 minuto, com a ressalva de que a decisão é sempre SEMPRE sua e que o que quer que decida fazer ao cabelo lhe vai ficar, com certeza, MARAVILHOSAMENTE!http://cutediyprojects.com/beauty-style/classy-cute-25-easy-hairstyles-long-hair/ 

Liliana Cachim

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *